ENTENDA O QUE É O ROBOTIC PROCESS AUTOMATION E SEUS BENEFÍCIOS

ENTENDA O QUE É O ROBOTIC PROCESS AUTOMATION E SEUS BENEFÍCIOS

Um dos grandes desafios na área da saúde é gerenciar e processar informações necessárias para o adequado funcionamento das clínicas e hospitais, de modo que os processos manuais e burocráticos sejam reduzidos e a qualidade dos resultados superada.

Todavia, com a transformação digital, ou seja, a integração de tecnologias digitais em diversas áreas empresariais, é possível prestar um atendimento médico otimizado e eficiente ao paciente, bem como ser uma excelente oportunidade para potencializar a automatização dos sistemas, criando espaço para a diminuição de desperdícios e ampliando a eficiência das instituições de saúde.

Exemplo disso é a utilização da robótica, conhecida como RPA – Robotic Process Automation, traduzido como Automação Robótica de Processos. Atualmente, mais de 15% das empresas já fazem o uso dessa tecnologia, e a tendência é que até 2023 essa porcentagem dobre.

Quer saber mais sobre como funciona o Robotic Process Automation e seus benefícios? Acompanhe nosso artigo e conheça como o RPA pode tornar as instituições de saúde ainda mais competitivas. Boa leitura!

O que é o Robotic Process Automation?

O Robotic Process Automation (RPA) é uma tecnologia de automatização de processos que consiste na implementação de máquinas que realizam as tarefas de maneira automática. Essas máquinas são “softwares robôs”, que tornam as operações da rotina da organização mais eficientes, adaptando-se às novas necessidades, situações e demandas. 

De modo geral, seu funcionamento é simples: a partir do momento que o processo foi instruído pelo robô, por meio do dispositivo RPA, este já consegue tanto capturar quanto interpretar os processos pelos quais os sistemas são optados. Assim, o sistema consegue, de maneira totalmente autônoma, manipular dados, conseguir respostas, começar processos novos e até mesmo integrar-se com outros sistemas.

O RPA é recomendado para as empresas que têm uma série de sistemas diferenciados e complexos, que precisam de uma interação de maneira fluida e que atualmente utilizam pessoas que realizam todos os procedimentos.

Sua finalidade é substituir tarefas muitos repetitivas, de baixa importância ou operacionais de uma empresa. Na área da saúde, por exemplo, a tecnologia auxilia as atividades básicas de registros clínicos, históricos de pacientes, processamento de cadastro, entre outros. 

Como o RPA se diferencia das demais tecnologias de automação?

A Automação Robótica de Processos possui particularidades que o diferenciam de outros tipos de sistemas de automação empresarial. Em primeiro lugar, seu principal foco está nos processos em que há uma repetição das atividades. Ou seja, todos os processos em que os comandos do sistema são usados de modo direta pelos usuários para introdução dos dados.

Além de ser mais flexível e ágil, essa ferramenta tem a capacidade de se adaptar a diferentes situações, mudanças e exceções. Enquanto os modelos tradicionais de TI ficam submetidos aos processos internos, nas RPAs eles apresentam uma lista de práticas, observando o usuário que atua diretamente em sua área de interação gráfica para, em seguida, reproduzir suas ações.

Para isso, são utilizadas as mais modernas metodologias de Inteligência Artificial e Machine Learning, como reconhecimento de fala e processamento de linguagem natural para entender e aperfeiçoar a execução das tarefas.

Dessa forma, esse tipo de atuação possibilita uma utilização mais ampliada, já que não precisa de nenhuma intervenção por parte dos responsáveis pela criação dos softwares para que ocorra a automação das tarefas, produzindo agilidade e redução de custos.

Quais são as vantagens do Robotic Process Automation para empresas? 

A robotização permite que os colaboradores adotem uma função mais estratégica, concentrando-se nas atividades mais relevantes e, sobretudo, trocando o tempo gasto com procedimentos burocráticos pela experiência positiva no atendimento ao paciente.

No setor de saúde, a tecnologia oferece diversas possibilidades. Afinal, o segmento está direcionado para grandes inovações na parte médica, apesar de ainda sofrer com a burocratização de processos.

Nesse sentido, as ferramentas RPA podem ser utilizadas em setores administrativos. Em geral, são adquiridas as seguintes vantagens:

  • aumento na eficiência operacional;
  • escalabilidade e redução dos custos;
  • melhoria na conformidade e agilidade do atendimento;
  • cadastramento e elegibilidade do paciente;
  • agendamento de consultas e de procedimentos médicos;
  • armazenamento de dados em nuvem;
  • maior segurança da informação;
  • redução de possíveis falhas humanas no processamento de dados;
  • otimização dos resultados. 

As operadoras de planos de saúde, por exemplo, podem se beneficiar significativamente dos processos automatizados e da ajuda dos robôs. Com o uso do RPA, as atividades são agilizadas e os sistemas passam a ser relacionados, funcionando com a infraestrutura de TI. 

Como se preparar para as novas tecnologias?

Mais do que apenas introduzir robôs para a realização das atividades, os empreendimentos precisam se preparar para essa mudança. Antes de implantar a tecnologia na saúde, as instituições devem realizar um mapeamento da empresa atento ao retorno do investimento, pois o negócio precisa avaliar se a automação vale mesmo a pena.

Afinal, implantar uma tecnologia inovadora como a RPA demanda investimentos. É importante analisar questões como potencial de volume crescente, problemas em determinadas áreas e capacitação de profissionais, além de ser necessário que a equipe receba um treinamento adequado para conhecer o funcionamento do software.

A automação robótica de processos só é produtiva quando há determinação de espaço e atividades. Em razão disso, não basta apenas implementar a tecnologia, é preciso redesenhar o negócio, transformar a cultura organizacional e redistribuir as tarefas dos colaboradores.

Em síntese, a tecnologia Robotic Process Automation é a solução para aumentar a eficiência e valorizar a experiência dos usuários por meio da aplicação da automação de processos. Certamente, as empresas que não acompanham essa inovação acabam perdendo espaço e competitividade no mercado, sem falar que as habilidades intelectuais dos colaboradores passam a ser utilizadas em atividades mais nobres e criativas, valorizando ainda mais o negócio. 

É evidente, portanto, que a tecnologia oferece diversos benefícios às empresas, inclusive para o setor da saúde. Para isso, não se esqueça de avaliar os resultados e automatizar as atividades gradativamente. Assim, toda a equipe poderá participar do processo e colaborar ativamente.

Gostou do nosso conteúdo? Então aproveite a visita no blog para assinar a nossa newsletter e receber notícias e todas as nossas novidades diretamente em sua caixa de entrada!

Deixe uma resposta